Conheça o novo Teste de COVID-19 para detectar variantes do SARS-COV-2 (Coronavírus)

Novo Teste de COVID-19 para detectar variantes do SARS-COV-2 (Coronavírus)

 

O teste de variantes da COVID-19 agora faz parte do portfólio de exames do Sérgio Franco.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), as variantes da COVID-19 podem ser divididas em Variantes de Interesse (VOI) ou Variantes de Preocupação (VOC).

O novo teste é capaz de identificar  uma das 5 variantes de maior importância do SARS-CoV-2 que foram documentadas no Brasil.

O que são as variantes da COVID-19?

É comum que um vírus se modifique constantemente através de mutações. Por isso, novas variantes podem surgir ao longo do tempo. Estas variantes são capazes de trazer novas características ao vírus e estão atreladas a várias mudanças em relação a como ele age, como maior transmissibilidade, maior patogenicidade, escape da resposta imune e eficácia reduzida de tratamentos ou vacinas.

Como o novo teste de Variantes da COVID-19 funciona?

O teste indica se uma das cinco variantes de maior importância circulantes no Brasil é responsável pela infecção atual do paciente.

Variantes detectadas no novo teste

As informações que já temos sobre as variantes do Coronavírus são:

P.1 (Amazonas): Possui maior taxa de transmissibilidade e está associada a maior patogenicidade.

B.1.1.7 (Reino Unido): De acordo com a agência de saúde pública inglesa (PHE), essa variante se espalha mais rapidamente e é cerca de 60% mais letal.

B.1.351 (África do Sul): Apresenta maior taxa de transmissibilidade.

P.2 e N.9(Brasil): Ambas são consideradas variantes de interesse (VOI), pois já indicam a mutação E484K, conferindo ao vírus a capacidade de escape da resposta imune. 

O que ainda precisamos aprender sobre as variantes:

Por ainda ser um assunto relativamente novo, estudos estão sendo realizados a todo momento para entender como a doença causada por essas variantes difere clinicamente das demais; como elas podem afetar as terapias e vacinas já existentes e as taxas de transmissibilidade de cada uma delas.

O exame de variantes é indicado para qual paciente?

O teste é indicado preferencialmente para pacientes que tiveram resultado de COVID-19 positivo por RT-PCR, ID-Now, RT-LAMP/RT-PCR salivar ou antígeno para COVID-19 há menos de 10 dias. Esses testes são os mais recomendados, pois possuem maiores chances de assertividade. 

O que preciso saber antes de fazer o exame?

Para realizar o exame é coletada uma amostra por swab de nasofaringe, mesma técnica utilizada para realizar o exame de RT-PCR. Nenhum preparo prévio é necessário, apenas recomenda-se que o paciente apresente resultado positivo da COVID-19 há menos de 10 dias.

O resultado do exame sai em até 96 horas após a coleta.

Esse teste substitui o exame de RT-PCR convencional?

Não. Este teste de COVID-19 não é um teste de diagnóstico, pois sua sensibilidade analítica é inferior à dos testes moleculares usados para tal finalidade, como o RT-PCR, ID now, RT-LAMP ou antígeno.

Como agendar o exame no Sérgio Franco?

Através do nosso agendamento online é possível escolher a unidade mais próxima a você, definir o horário de sua preferência e realizar seu exame.

Dúvidas frequentes

Por ser um teste novo, muitas dúvidas podem ser geradas. Veja as principais: 

Não tenho teste de COVID-19 ainda, posso fazer o teste das variantes?

Não. O ideal é que o paciente faça o teste das variantes apenas após ter um diagnóstico que indica a doença ativa.

É possível realizar esse teste em pacientes internados?

Sim, o exame pode ser realizado caso os pacientes internados estejam nos hospitais que são atendidos pela Dasa e o médico solicite o teste.

Se o paciente não estiver internado em algum hospital que seja atendido pela Dasa, também podemos ir até o local realizar o exame, desde que haja pedido do médico responsável e autorização do hospital.

Fiz teste de COVID-19 em outro laboratório, vocês fazem o teste da variante no material colhido lá?

Neste caso, não. Se você tiver um teste positivo há menos de 10 dias, poderá realizar uma nova coleta do teste de variantes.

 

Agende seu exame

 

Post Destaque
Não